sexta-feira, 11 de setembro de 2009

EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS



Com a abertura no dia 28 de agosto de 2009, o Grupo mostra seus trabalhos com a diversidade, "...fragmentos...", que preenche os espaços da Grande Galeria do centro Cultural da UFMG. A mostra acontece até 30 de setembro e é uma boa oportunidade para apreciar trabalhos e pesquisas nas diversas propostas buscadas por cada um dos integrantes do grupo. É, talvez, possível estabelecer uma linha, ou um paralelo, entre os trabalhos arranjados nas quatro salas.

O Grupo Sallasete já conseguiu a prorrogação do projeto junto ao Centro Cultural até dezembro e desde agora reune novos participantes e uma nova proposta para uma próxima mostra em 2010.

Da esquerda para a direita: embaixo, Luciano Moreira, Eduardo Fonseca e Alberto Becker. Na fileira do meio, Tales Sabará, Eduardo Rosa, Gabi Brasileiro, Fabiana Lorentz, Isabel Ferraz e Verônica Cruz. No Fundo, Paulo Fiote, Mauro Portela e Daniel Bilac.






quarta-feira, 29 de julho de 2009

TRANSFERÊNCIA, TRANSPARÊNCIA E VESTÍGIOS

Abre nesse próximo dia 6 de agosto, na Galeria de Arte Copasa, à Rua Mar de Espanha, 525 - Santo Antônio - Belo Horizonte, a exposição de nossa colega Gabi Brasileiro. Gabi apresenta sua série envolta em cores, transparências e movimentos flúidos, na atmosfera de suas personagens femininas, de sonhos, de realidade e sentimento. Mais detalhes sobre seu trabalho aqui no blog ou nas próprias pinturas que ficam em exposição até 6 de setembro.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

IMAGENS DE JUNHO













CONSTRUÇÕES

Trabalho de Paulo Fiote, em andamento na Salla 7 do Centro Cultural-UFMG.
22/maio/09









12/maio/09


05/maio/09
O trabalho segue a orientação de estudos prévios em Photoshop


No trabalho de Paulo Fiotti, tema e processo disputam uma corrida que é ao mesmo tempo um disparate: a corrida ( contra ou a favor ) do próprio tempo, ou pela posse dele.

O piloto é o ser humano investido da capacidade de dominar a velocidade dos acontecimentos do mundo. É um profeta porque vive fora do próprio tempo, é o primeiro a trazer ao mundo as notícias do próprio destino - de sucesso ou de fracasso, de sorte e azar, algumas vezes trágico outras heróico, da perda ou da vitória celebrada num altar. É um deus porque comanda a natureza ao seu redor, fazendo com que ela obedeça à sua vontade no ritmo que imprime à própria vida.

Pois bem, todo aquele que se debruçar sobre o universo dos carros de corrida descobrirá por trás de cada máquina o duplo do piloto: o construtor. Cada segundo de diferença que o primeiro obtém na pista corresponde a dias, meses e anos de trabalho árduo do segundo - noites mal-dormidas, insônias, enxaquecas e cálculos meticulosamente desenhados próximos à perfeição da forma. As maravilhas da indústria automobilísticas não surgem de repente, neste quesito obedecem à lei que rege as grandes ( ou pequenas ) obras de arte.

Da mesma forma, encarar o desafio de retratar o tema em pintura é uma tarefa para se fazer sentado.

É preciso uma mão habilidosa para executar o traçado das linhas com precisão cirúrgica.

É preciso um olhar acurado para visualizar as curvas dinâmicas que não existiam.

É preciso sangue frio para obter as tonalidades precisas em cada detalhe aparentemente invisível.

Acho que Fiotti vive o drama de ser construtor e piloto da mesma máquina, na mesma corrida. às vezes encontramos na Salla7 o piloto Fiotti duvidoso do andamento de seu trabalho, uma vez que este aparece aos poucos ( como alguns pilotos que não se acostumam com o retrovisor, só querem olhar pra frente e outros que têm a ligeira necessidade de correr a última volta em cada volta).

Às vezes, encontramos na Salla7 o Fiotti construtor, aparecendo aos poucos - e com um nítido planejamento desenhado na mente dominando todos os processos e etapas de produção. Cada engrenagem, cada parafuso precisa aparecer no lugar certo. Erros de cálculo brincam com a fragilidade da própria vida colocando-a em risco. E podem ocasionar o pior: a perda da corrida.


quinta-feira, 9 de julho de 2009

CONSTRUÇÕES

Trabalho em andamento de Gabriela Brasileiro, nas dependências da SallaSete em abril-junho/2009.

09/05/09 14:44


08/05/09 14:46


05/05/09 14:26

29/04/09 15:22


18/04/09 18:46

sexta-feira, 12 de junho de 2009

SABARÀ NO BDMG CULTURAL

da esq. á dir: Mariana Parzewsky, Augusto Fonseca, Gabriela Brasileiro, Paulo Fiotti, Tales Sabará, Mário Zavagli, Alberto Becker, Eduardo Rosa, Isabel Ferraz, Mauro Portela e Saulo Bicalho;


A Salla7 homenageia e apóia o artista Tales Sabará nessa sua nova conquista, em que o artista teve de mostrar muito trabalho e inspiração para nos prestigiar com o melhor de seu desenho. Parabéns, Seu Sabará!!!

SABARÁ E SUAS "FAMÍLIAS"

Ontem estava dando corda no relógio da sala. Quase nunca tenho tempo e ele já tinha parado de bater. Ele sempre tem tempo. Ás vezes não quero esse tempo que ele me mostra, outras tantas nem sei quanto tempo não olho para ele. Mas ele está lá, sempre dando conta do meu tempo, da minha história, segundo por segundo, tic após tac.Ontem, enquanto dava corda no relógio da sala, entrou um envelope branco por baixo da porta. Pensei: quando tiver tempo vou alí ver do que se trata. Os gatos não se atrevem a mexer na minha correspondência. Fui descer para almoçar e peguei o envelope.Falalava dos TEMPOS ESQUECIDOS, daqueles que não nos importamos mas que constroem nossa vida. O texto do Prof Vlad falava desse tempo que vivemos, na arte, na vida. O tempo humano que o relógio não entende, só marca. O 'tempo esquecido' vem da procura dessa humanidade pelo amigo Sabará. Ele mostra seu tempo, sua busca, sua arte, entre os dias 3 e 26 de junho, lá no BDMG Cultural a Rua Bernardo Guimarães, 1600. Vale a pena separar um tempo para visualizar o trabalho do Sabará. Encontramos muito dos significados esquecidos no tempo em que vivemos, desde quando ele ainda não era tempo para nós, até hoje, quando não o temos mais para utilizar com a vida, somente com o que gira em torno dela.Mas não quero tomar muito o seu tempo. Vamos lá conferir o trabalho do Sabará.
Paulo Fiotti
Em tempo: Sabará é integrante do grupo Salla 7 e aluno na EBA UFMG